9 de nov de 2012

Estudo de caso (I) - O cara mala

O post é longo, por isso dividi em 2 partes.
Pretendo fazer uma coluna mensal ou talvez quinzenal, relatando os fatos ocorridos em minha própria vida e de minhas amigas, para que sejam analisados e sirvam como experiência, pois acredito que muitas mulheres já passaram por momentos parecidos.
Agora vou falar sobre a diferença no modo como os homens expressam seus interesses ao público feminino.

Estes dias, por acaso, como há muito tempo (muito mesmo) não fazia, tentei conectar meu MSN particular. Não entendi muito bem o problema que tive, mas precisei reinstalá-lo. Por fim, acabei conseguindo ficar on line, e percebi que a minha lista de "contatos bloqueados" já não existia mais. Ou seja, vários malas das antigas também estavam on line.
Não precisaram passar muitos segundos e comecei a receber mensagens de um cara, que conheço desde minha infância e com que já fiquei (1 vez).
Depois de dizeres como "e aí sumida?" ou "continua namorando?" eu já havia me ligado que algumas pessoas nunca mudam nesta vida e vão continuar sempre medíocres. Não, não estou julgando injustamente, porque conheço outras meninas que passaram pela mesma situação com a mesma pessoa!
Enfim, tentei levar uma conversa normal...perguntei como estava a vida, a namorada dele, o trabalho...mas acabei sendo taxada de "chatinha" e de "velha" (ele escreveu estas palavras, sim), pois, sem ser mal educada, recusei um convite para uma festa à qual meu namorado não poderia ir.
Além disso, outro motivo pelo qual recebi os elogios acima, foi ter dito que não traía meu namorado.
Quando questionei se ele traía a namorada, recebi a seguinte resposta: Não, mas não vejo problemas em jantar fora de vez em quando!

Peloamordesantocristo! Se essa frase vem da boca de alguém de 18 anos, acho completamente normal. Mas você criatura, está namorando para quê? Fica a critério de cada um avaliar se a traição faz bem ou não, mas você não precisa sair "manchando" a imagem do seu parceiro.

Ah! A primeira vez em que bloqueei este cara no MSN, ele teve a capacidade de criar um MSN falso e me adicionar para comprovar o bloqueio.
Detalhe: Fez exatamente a mesma coisa com uma grande amiga minha, que na época eu nem conhecia. E ele era namorado da amiga dela!

As poucas conversas que tive com ele, sempre foram assim. Eu tentando "trocar idéias" e ele  fazendo questão de demonstrar claramente que queria me comer! É este mesmo o termo!
Sabe, tudo bem querer falar de sexo, mas a pessoa deve manter um nível interessante de papo, pra ser legal pros dois. Muitos caras são diretos no assunto, mas isso não significa que devam ser chatos!

E eu fiquei com ele quando tinha 16 anos, hein?! Ou eu já beijava extremamente bem nesta época (até parece...), ou ele vive numa eterna excassez sexual.

Resultado: Contato bloqueado e excluído (novamente). Como diria outra amiga minha, este cara não é um mala, ele é um pacote de papelão na chuva. Bem fácil de carregar!...rs

Eu não sei porque teimo em ser boazinha. Ou tonta...

Nota: Namorada deste fulano, se você sabe quem é (praticamente impossível, mas me resta uma esperança), por gentileza, queira fazer um bem à humanidade e apagar o fogo do menino. Obrigada.

Fica a questão se realmente a diferença é do tipo de interesse ou de índole...

O post continua...Leia aqui o II
Beijos,

Fêmea Alfa

Um comentário:

  1. hahahah adorei!!

    O difícil é tentar saber de quem vc ta falando..kkk

    bjs

    Isis

    ResponderExcluir